Especialista admite avanço da Covid-19 nas eleições em Alagoas

Por Regina Carvalho | Portal Gazetaweb.com     20/11/2020 10h38 - Atualizada às 21/11/2020 14h48

Campanha eleitoral nas ruas pode ter provocado o aumento de casos da doença

Campanha eleitoral nas ruas pode ter provocado o aumento da Covid

FOTO: G1

A campanha eleitoral nas ruas pode ter provocado o aumento de casos de Covid em Maceió e no interior nas últimas semanas. Essa é a avaliação do infectologista Reneé Oliveira, que aponta a aglomeração de pessoas em carreatas e caminhadas nos dias que antecederam a eleição de domingo (15) como motivo de preocupação de médicos que atuam no combate à pandemia. 

O aumento do número de pessoas com sintomas da Covid aparece no levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau): no mês de setembro foram realizados 1.509 atendimentos na Unidade de Emergência de Síndromes Gripais, em Maceió (Central de Triagem no Ginásio do Sesi) e, em outubro, foram 2.202. Um aumento de mais de 33%. No mês de novembro, até o dia 15, ocorreram 903 atendimentos na Unidade de Emergência de Síndromes Gripais (Central de Triagem). Desse total, 681 testes realizados com quase 60 positivos para a Covid.

"Não houve distanciamento social, não se usou máscaras durante essas carreatas. Isso pode ser o motivo do aumento de casos de Covid em Alagoas, principalmente no interior. É preciso que os governos fiquem atentos porque podemos voltar ao que aconteceu em meses anteriores. É preciso cobrar as medidas de higienização, uso de máscara e distanciamento", avalia o infectologista Reneé Oliveira, que aponta para a campanha eleitoral como o evento com mais desrespeito ao protocolo sanitário de prevenção da Covid nos últimos meses. "

Em outros países, inclusive na Europa, houve alta com força e nos Estados Unidos a mesma coisa. Aqui não vai ser diferente. Não tem porque ser diferente. Aí nós já estamos vendo o recomeço, talvez não tão forte como antes. Tivemos um período mais tranquilo, de pré-eleição, mas agora pelo que estamos ouvindo e vendo o número de casos gripais é grande. Os casos leves estão reaparecendo sim. Já é um alerta", finaliza Reneé Oliveira.

Até quinta-feira (19), foram confirmados em Alagoas mais de 93,1 mil casos do novo coronavírus e 2.308 óbitos.