Prefeitura de Marechal inicia reforma das residências danificadas pelas chuvas

Por | Portal Gazetaweb.com, com agências     19/09/2017 18h53

Ao todo, serão realizadas reformas e reparos em 800 casas, com um investimento total de R$ 4 milhões em recursos próprios

Serão realizadas reformas e reparos em 800 residências

FOTO: Welligton Alves

A Prefeitura de Marechal Deodoro iniciou, nesta terça-feira (19), as obras do Minha Casa Melhor, um programa municipal que vai realizar reformas e reparos em oitocentas residências que ficaram danificadas após as chuvas.

Nesta primeira etapa, serão realizadas obras em trinta e cinco casas localizadas na Rua São Pedro, também conhecida como Rua da Praia, uma das mais atingidas pela cheia da Lagoa Manguaba. Serão divididos grupos de cinco casas, onde as equipes já iniciam o trabalho de forma simultânea. À medida que forem ficando prontas, outras cinco serão iniciadas, seguindo o cronograma.

Uma das primeiras residências a receber os trabalhos de reforma foi a da dona Maria Tereza. Segundo ela, a casa apresenta diversos problemas desde quando foi invadida pelas águas.

"O meu telhado até hoje fica estalando, tem vazamento e boa parte da madeira que sustenta está podre por dentro. Além disso, a parede está toda fofa por causa da água. Mas hoje é um dia muito feliz pra todos nós. Eu não imaginava que começaria tão rápido e fiquei surpresa de saber que as obras já vão começar. Agradeço demais ao prefeito Cacau por estar fazendo isso por nós", disse a dona de casa.

O prefeito Cláudio Filho Cacau esteve no início das obras, conversou com os moradores e pediu empenho dos trabalhadores, todos dedodorenses.

"Estou muito feliz em poder iniciar estas reformas hoje e dar mais dignidade a estas famílias. Estamos investido os recursos que os dedorenses pagam em impostos, que economizamos na gestão. Além disso, estamos gerando empregos no município, pois exigi da empresa contratada que toda a mão de obra fosse formada por deodorenses. Peço empenho e dedicação de toda a equipe para que o trabalhos seja realizado da melhor forma", disse o prefeito.

Escolha das Famílias

De acordo com a coordenadora do programa, Keliani Nascimento, avaliação das famílias beneficiadas pelo programa foi estabelecida pela Superintendência de Habitação, por meio de um cadastro prévio que seguiu critérios como renda familiar mensal até dois salários mínimos; famílias que compunham membro(s) idosos, ou com deficiência, ou menor(res) de 16 anos de idade; ou formada apenas pela mãe, somente pelo pai ou por um responsável legal por crianças e adolescentes.

Também foram parâmetros de avaliação famílias com mulheres responsáveis pela unidade familiar. Em todos critérios foram apresentados documentos de comprovação das especificações declaradas.

Antes de iniciar as obras, um engenheiro irá até as residências para avaliar os estragos e dar um laudo informando qual obra deverá ser realizada na residência.