Pintor morre ao receber descarga elétrica de 13 mil volts enquanto trabalhava

Por Patrícia Mendonça e Tatianne Brandão     13/06/2018 12h32

Acidente aconteceu próximo à Praça Sinimbu, no Centro de Maceió; Leandro da Silva tinha 32 anos

Pintor recebe descarga elétrica de 13 mil volts enquanto trabalhava

FOTO: José Feitosa

Enquanto trabalhava pintando um muro pertencente ao Clube Fênix, próximo à Praça Sinimbu, no Centro de Maceió, Leandro da Silva, de 32 anos, terceirizado pela Prefeitura de Maceió, recebeu uma descarga elétrica de 13.800 volts. Ele morreu no local. 

Leandro estava em uma escada, numa altura de aproximadamente quatro metros, quando recebeu a descarga elétrica. O homem caiu da escada e bateu a cabeça no meio fio. Ainda não se sabe se a causa da morte foi o choque ou a queda. 

O pintor trabalhava na parede do Clube Fênix no momento do acidente 

FOTO: José Feitosa
De acordo com o que foi constatado pela equipe de reportagem, o trabalhador estava equipado com capacete e bota - equipamentos de segurança que não são suficiente para trabalhar em uma área energizada.

De acordo com um técnico da Eletrobras que esteve no local, o pintor recebeu uma descarga elétrica de 13800 Volts. A companhia de energia ficará responsável por fazer o levantamento técnico do acidente.

Uma equipe do Serviço Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas o óbito ocorreu antes mesmo do socorro. Uma equipe do primeiro Batalhão de Polícia Militar também esteve na ocorrência. 

Homem não resistiu ao acidente e morreu próximo a Praça Sinimbu 

FOTO: José Feitosa
A Prefeitura de Maceió afirmou, por meio de nota, que está prestando assistência à família do terceirizado.   

"A Prefeitura de Maceió lamenta a tragédia que vitimou o pintor Leandro da Silva, de 32 anos, que prestava serviço à equipe de zeladoria de espaços públicos do Município e informa que está prestando toda a assistência à família do trabalhador desde os primeiros momentos após a ocorrência", diz o texto.