Escolas estaduais reforçam preparação para segundo dia de provas do Enem

Por Portal Gazetaweb.com, com assessoria     08/11/2018 18h30

Na Escola Estadual Fernandes Lima, estudantes participaram de aulão de Ciências Exatas e da Natureza

Em 2018, o Enem completa 20 anos de existência 

FOTO: Valdir Rocha

Às vésperas da segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece neste domingo (11), estudantes da rede pública estadual intensificam estudos para as provas de Ciências Exatas e da Natureza. Este ano, o Enem completa 20 anos de existência, sendo apontado como a maior porta de entrada para o Ensino Superior no país.

Além de destacar e pedir a atenção dos candidatos ao horário de verão, a coordenadora-geral do exame em Alagoas, Rosário Marques, dá outras orientações: "Felizmente, o horário de verão não foi problema no primeiro dia de provas. De forma geral, tudo correu dentro da normalidade. Para o segundo dia de provas, reforçamos que lápis, borracha, celulares e demais objetos que constam no edital, nos subitens 15.1.8, 15.1.9 e 15.1.10, são proibidos, sob pena de eliminação".

Aulão

De olho na lousa e atentos às dicas dos professores, estudantes da Escola Estadual Fernandes Lima, no Sítio São Jorge, na capital, participaram de aulões nesta quarta (7) e quinta-feira (8). Eles puderam esclarecer dúvidas e testar seus conhecimentos em química, biologia, matemática e física.

"Os aulões ajudam bastante. Consegui fazer uma boa prova no domingo passado, aproveitei bastante as aulas de português e redação e espero que, neste domingo, tenha um bom desempenho em Exatas e Ciências da Natureza", disse a aluna Raiane Feitosa, da 3ª série do Ensino Médio.

O estudante Daniel Mendonça também está otimista. "Apesar de o primeiro dia ter sido cansativo, creio que me saí bem. Para este domingo, espero o melhor possível. Esses aulões, além de ajudar quem já vinha se preparando, são um auxílio para aqueles que não tiveram tempo antes", avalia.

Michelle Monteiro, diretora da unidade de ensino, afirma que toda a comunidade escolar se empenhou nos preparativos para a prova. "Temos 80 alunos que farão as provas do Enem e, durante todo o ano, os professores trabalharam questões do exame em sala de aula. Estes mesmos professores também ministraram os aulões", relata.