Quantidade de material coletado nas praias de AL ultrapassa 2,2 toneladas

Por Regina Carvalho | Portal Gazetaweb.com     08/11/2019 15h00

Praia de Miaí, em Coruripe, entrou para a lista de localidades afetadas pelas manchas

Trabalho de retirada de manchas continua nas praias

FOTO: Divulgação

A quantidade de material coletado nas praias de Alagoas ultrapassa 2,2 toneladas - óleo, areia e sargaço contaminado - segundo informação do Instituto do Meio Ambiente (IMA). A praia de Miaí, em Coruripe, entrou para a lista de localidades afetadas e agora já são mais de 400 pontos em 104 municípios dos nove estados do Nordeste afetados pelas manchas. 

Equipes ainda estão em localidades das regiões Sul e Norte de Alagoas, em Maragogi, Japaratinga (incluindo o rio Manguaba), Barra de São Miguel, Jequiá da Praia (Lagoa Azeda), Coruripe (Lagoa do Pau, Pontal de Coruripe, Rio Coruripe, Miaí), Feliz Deserto e Piaçabuçu. "Os trabalhos de limpeza de vestígios e das manchas de óleo continuam nos municípios relatados nos dias anteriores, com o acréscimo da praia de Miaí, em Coruripe. No total, há 380 pessoas, aproximadamente, trabalhando na remoção do óleo em trechos de praias", explica o IMA. 

Pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas participaram da reunião do Grupo Técnico de Acompanhamento apresentaram resultados de análises feitas em amostras de água coletadas nas áreas impactadas por óleo em pescados, água, sedimentos e turismo. 

MAPA ATUALIZADO

O mapa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), atualizado nessa quinta-feira (7), mostra que subiu para 62 o número de pontos atingidos por manchas de óleo em Alagoas. O líquido está presente em diversas praias do Nordeste e mobilizou órgãos ambientais, que estudam as causas, assim como realizam as limpezas nos locais, juntamente com voluntários. 

Ainda segundo o documento, dos 62 pontos marcados, seis apresentam manchas e, 39, vestígios esparsos, além de 17 não detectarem manchas aparentes na última verificação.